Genealogia Famosa

Apolo e Dionísio viviam do bom vinho, a se embriagar, mal sabiam que na terra deixariam de comandar.   Dionísio, viciado em aventura, liberava o que hoje, alguns seres procuram: "A cura"   Apolo, outro polo dominava com razão o chamavam para desordem logo dizia: Não!   Devido uma genealogia, famosa, por sinal acabaram na... Continuar Lendo →

Anúncios

Oscilações

Por mais absurdo mais claro ou escuro mais óbvio ou  implícito mais ou menos   Existe um grande um pequeno um nada um tudo   Talvez um muro Um misturado Um puro   Barreira de definições de quem busca a fundo o mundo.   Thamires Soares

Tudo nada

Tudo é nada nada contra a correnteza gerando questões confusas faltando com a certeza.   Sei que nada é tudo mostrando certa esperteza um complexo absurdo quando bate a tristeza.   Tudo ou nada muito ou pouco alto ou baixo morrendo ou louco   Tudo e nada vivendo no paradoxo, onde o tempo que passo,... Continuar Lendo →

O observar

Com os pés descalços e a curiosidade no caminhar, viviam os seres humanos, desde os primórdios, o céu a observar. Pontos brilhantes e tão distantes que a resolução de suas lentes naturais não poderiam alcançar, o que faria o ser humano para esses pontos desvendar?   Ano após ano, com a nossa complexidade de ser,... Continuar Lendo →

Um café para (re)começar

"Vou conseguir", "Não vou ficar triste", "Levante!" - virando-se para um lado. "Mas será que sirvo para isso?", "E se eu errar? Caramba, vão me odiar", "Nossa, já errei, não posso mais vacilar", "Calma, todos têm direito a errar, não é mesmo?" - virando-se para o outro lado. "É, pensando bem, acho que esse erro é grave,... Continuar Lendo →

Jogo de cartas

A vida pode ser vista ou até mesmo encarada como um jogo de cartas, lidando com o constante aleatório. É relevante a escolha da parceria, o contato visual e a diversão. Até podemos nos perder entre as jogadas gritar após aquela encartada, ou aquele capote levar, mas também podemos tomar um copo d'água, pensar numa... Continuar Lendo →

Sinto muito

Sinto muito desde o clarear do dia até a lua surgir, na tarde nublada e quando o sol sorrir. Sinto muito quando você tem fome e eu estou farta, quando choro e nada seca a lágrima. Sinto muito que escrevo sem vergonha em dizer: sinto tanto! Mesmo que o enorme dedo do mundo aponte e... Continuar Lendo →

A bandeira da paz

Poderia escrever sobre  as tristezas que a vida nos traz,  sobre os fracassos e os descasos  ou apenas fingir estar em paz. A bandeira branca que remete tantas cores, representa nossa amargura e também nossos amores. Todos que querem conforto se rendem ou levantam tal símbolo, sem saber que é fora dessa zona que encontramos... Continuar Lendo →

Universo

Une o verso faz do tempo estrofes embeleza o que confesso.   Sem bordas para se expressar, infinitas dimensões está por aí, a nos encantar.   Dizem ser quente Dizem ser frio Ser humano e um vazio.   Mestre que rege uma orquestra de navegantes, nos dará respostas ou nos julgará errantes?   Imperfeita simetria,... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑